Como a leitura de “Desumanização” me humanizou

Queria dividir com vocês uma reflexão sobre o livro “Desumanização”, de Valter Hugo Mãe, que eu li em incríveis três dias!

Recuperar, depois de tantos longos anos, essa minha sede de literatura – e logo com um autor como Valter Hugo Mãe – me preencheu de algo que ainda não sei dizer o que é.

A leitura deflagrou também em mim um certo Vazio.

O Vazio de uma rotina voltada de forma quase obstinada à resolução de problemas ordinários.

O Vazio de uma rotina sem um olhar de Arte.
Da Arte.
Com Arte.

E agora me sinto lidando com essa vida com um certo cuidado reticente.

Como quem cuida de um broto de flor rara.

Um respirar de alma que abre os braços e, de forma quase infantil, quer acreditar que o mundo é poesia.
Que tudo está no olhar que vê e no coração que aquiesce.

O livro “Desumanização” dói. Mas também cura.

Nina Taboada

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *