Insisto, logo resisto?

Resistir:

verbo
  1. 1.conservar-se firme; não sucumbir, não ceder.
  2. 2. não ceder ao choque de outro corpo.
  3. 3. opor-se, fazer face (a um poder superior).
  4. 4. agir na defesa ou proteção de si mesmo ou de algo seu.
  5. 5. recusar-se, negar-se.
  6. 6. durar, subsistir, conservar-se.
    Origem
    ⊙ ETIM lat. resistō,is,stĭti,stĭtum,ĕre ‘perseverar, resistir’

     

    Quando você se sentir resistindo a algo, pergunte-se: o que você está protegendo? O que você quer conservar? Ao que você está se opondo? O que você não quer ceder?

    São situações do dia a dia, nossas ou dos outros.

    Resistimos à mudança, a um comentário, ao processo terapêutico, a ida ao médico, aos elogios ou críticas de alguém de confiança;

    Resistimos a ver algo que está na nossa cara, a terminar algo que não agrega mais valor, a experimentar um novo estilo de roupa, comida ou atitude;

    Resistimos ao Outro, ao diferente, às opiniões e  às visões de mundo que não se afinam com a nossa melodia.

    Pergunte-se:

    Estou apegada a uma situação, mesmo que tóxica? Estou apegada a uma situação por esta ser agradável e confortável? Estou tentando conservar uma tradição ou alguma crença que eu acredito que, de alguma forma, ainda me é útil? Estou me opondo a uma força que acredito ser opressora? O que de fato ela oprime? Estou resistindo às tentações que me levam para longe das minhas metas? Por que são tentações? O que elas “tentam”? Resistir é uma luta? É uma atitude? É determinação?

    E, da próxima vez que se pegar pensando: “nossa, mais fulano é muito resistente“, talvez seja mais empático e eficiente cogitar: “nossa, o que essa pessoa está defendendo?”

    Solte as armas.

Nina Taboada

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *