Vamos falar sobre TRISTEZA?

Emoções fazem parte da nossa condição humana.
Assim como respirar, sentir fome ou pensar. E mesmo sabendo que é algo tão básico, é muito comum lutarmos contra algumas emoções mais “desagradáveis”, digamos assim.
Estudos já indicam que quanto mais a gente “briga” com um sentimento, mais a gente sofre. Para começar a entender melhor nossas emoções e avaliar outras formas de encará-las, gravei alguns videos introdutórios sobre elas.
E já começo com uma das que a gente mais esconde: tristeza.

A tristeza, assim como uma luz estranha que acende no painel do carro, é um indicativo de que algo não está muito bem e que merece atenção. Geralmente é associada, cognitivamente falando, a pensamentos, ideias, imagens e/ou lembranças que afirmam algo negativo sobre nós ou sobre algo que nos é importante.

“Meu trabalho é chato”, “sou feio”, “todo mundo se dando bem menos eu”, “estou cheio de dívidas e não sei como sair dessa” são exemplos típicos de pensamentos associados com tristeza. Se frutos de uma percepção acurada da realidade ou pura elocubração distorcida dos fatos, uma coisa é certa: a tristeza é um chamado da realidade. Escutá-la com sabedoria é a forma mais indicada de lidar com ela.

Nina Taboada

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *